Em um péssimo gramado, Tricolor perde para o Brusque e dá adeus ao Catarinense

Equipe de Caçador sentiu o campo pesado e não conseguiu bater equipe do Vale

DSCF0285 (2)

Em um péssimo gramado, com várias poças de água e sob uma forte chuva, o Caçador Atlético Clube perdeu para o Brusque por 3 a 1 e deu adeus ao Catarinense da Segunda Divisão.

DSCF0312 (2)

Precisando da vitória e de uma combinação de resultados, o CAC viu a equipe adversária e campeã do turno fazer 3 a 0. Mancha, aos quatro minutos, abriu o placar. No segundo tempo, ele voltou a marcar aos 11. Santos fez 3 a 0 aos 22 minutos.

O CAC descontou aos 37, em cobrança de pênalti de Sadan, mas não conseguiu avançar à segunda fase e terminou o campeonato na sexta colocação, com 26 pontos.

No próximo domingo começa o quadrangular com Brusque (campeão do turno), Atlético Tubarão (campeão do returno), Marcílio Dias (melhor colocado no índice técnico) e Concórdia (segundo melhor colocado no índice técnico).

O técnico Pedro Caçapa elogiou a equipe, que foi guerreira até o final. “Este campo atrapalhou e bastante a nossa equipe, mas acredito que todos estão de parabéns, porque buscaram o resultado até o último minuto”, destacou.

DSCF0288 (2)

O presidente da equipe, Denilson Araújo, lembrou que o objetivo da equipe é subir para a 1ª Divisão em 2014, mas ressaltou a chance que se teve ainda neste ano. “Estávamos nesta última rodada brigando para subir e isso deve ser destacado”, completou.

Copa Santa Catarina

O presidente do CAC, Denilson Araújo, garantiu que esta semana será de definições quanto a uma possível participação na Copa Santa Catarina, que inicia em outubro. Segundo ele, é necessário verificar a questão financeira para saber as reais chances da equipe.

“Se entrarmos nesta competição, não será apenas para participar, mas para ir em busca de bons resultados”, afirmou.

créditos: Noticia Hoje

Caldeirão da Baixada promete ferver neste feriado

Caçador x Concórdia

A notícia que movimentou a cidade de Caçador nesta terça feira de que o Tricolor não poderia jogar em casa encerrou-se no inicio da mesma noite de e o Caçador Atlético Clube vai jogar diante da torcida na próxima quinta-feira, 30, às 16h. Uma reunião no início da noite desta terça-feira, 28, confirmou a realização do jogo contra o Concórdia, pela 2ª rodada do Campeonato Catarinense da Divisão Especial, no estádio Carlos Alberto da Costa Neves, que até então não havia sido liberado.

Na ocasião foi assinado um termo de ajustamento de conduta entre o Ministério Público, o clube e a Prefeitura de Caçador. O prazo é de 30 dias e assim o Tricolor do Contestado poderá contar com o apoio da torcida em todos os jogos do 1º turno. Neste período a Prefeitura se comprometeu em sanar as pendências que até então impediam a utilização do Estádio em jogos oficiais.

Participaram do encontro o promotor Júlio Fumo, da 3ª Promotoria de Caçador, o Major Julio Cesar Pozo da Fonseca do 15º Batalhão da PMSC, o presidente do Caçador, Denílson Araújo, o assessor jurídico do clube Ricardo Shultz e a procuradora da Prefeitura, Roselaine Périco.
Segundo Shultz, os laudos enviados pela Prefeitura estavam em desconformidade com a portaria 238 de 2010, do Ministério dos Esportes. Com isso, a Polícia Militar não havia dado aval para liberar o estádio, situação esta que resolvida provisoriamente por 30 dias.

Já o Presidente do Clube disse “isso só aconteceu graças à muito empenho e entendimento dos poderes constituídos e com o conhecimento da FCF, saímos da reunião temporariamente aliviados, mas já na próxima semana vamos dar ponto final e resolver os pequenos detalhes dos laudos que ficaram incompletos e enviar aos órgãos competentes, já temos também a confirmação do nosso Prefeito Beto que nos próximos dias serão feitos alguns ajustes e reparos na iluminação do municipal, visto que teremos jogos a noite no meio de semana. Mas agora é contar com o torcedor e o time nos dar de presente uma grande vitória para premiar esse esforço conjunto” concluiu Denilson Araújo.

Caçador x Concórdia
2ª Divisão do Catarinense
2ª rodada
Quinta-feira dia 30 – 16H
Ingresso R$ 20. Estudantes com carteirinha pagam meia
Estádio Municipal Carlos Alberto da Costa Neves

Arbitragem:
Arbitro Clodoaldo Jusviack
Auxiliar 1: Antonio Lourival da Luz
Auxiliar 2: Thomas Miller da Silva Marcos

Estadio Municipal de Caçador Dr Carlos Alberto da Costa Neves

Estadio Municipal de Caçador Dr Carlos Alberto da Costa Neves

CAÇADOR apresenta elenco para a 2ª Divisão

Diretoria ainda quer mais reforços, entre eles o ídolo caçadorense Patrício
DSC00473
O Caçador Atlético Clube apresentou oficialmente na noite desta sexta-feira, 10, o grupo de jogadores para a disputa da 2ª Divisão do Catarinense. A apresentação aconteceu no Estádio Municipal Carlos Alberto da Costa Neves e além dos atletas, estavam presentes dirigentes e comissão técnica do Tricolor.
Ao todo 22 jogadores foram apresentados, sendo cinco promovidos das categorias de base do clube. A maioria deles já vem treinando desde abril sob o comando do técnico Rafaele Granitti.
0755Granit_g
“É um grupo qualificado, com jogadores experientes e outros jovens, mas que acima de tudo estão realmente dispostos a honrar a camisa do Caçador. Agora precisamos correr contra o tempo pra fazer essa equipe render dentro de campo”, disse.

De acordo com o treinador, mais três ou quatro reforços ainda devem chegar. “Precisamos de um elenco grande, pois o campeonato é longo e ainda não sabemos como alguns irão reagir, principalmente os mais novos”, declarou Granitti, que no ano passado comandou o CAC na conquista da 3ª Divisão do Estadual.

Na coletiva de imprensa, o presidente Denílson Araújo revelou que vem conversando com o lateral Patrício, ídolo da torcida caçadorense no início da década passada com passagens por Figueirense, Grêmio, Vasco, Portuguesa.
0752Coletiva_g
“Conversei com o Patrício na manhã de hoje (sexta-feira) e ele ficou de falar com a família para dar uma resposta. É um jogador de 38 anos já, mas que está em forma e tem uma identificação fantástica com o torcedor caçadorense. Vamos aguardar. Mas se ele não vier a diretoria está analisando outros nomes de peso para qualificar ainda mais o elenco”, disse.

CAC e Figueirense, parceria ainda viva

Anunciada através do intermédio do secretário estadual Valdir Cobalchini, a parceria CAC e Figueirense ainda pode render frutos ao Tricolor do Contestado. Dos jogadores indicados pelo time do litoral, apenas um chegou a Caçador, o volante Ricardo. Porém, as tratativas continuam.

“Agora com a eliminação do Figueira do Estadual há uma lista de dispensa. Conversei com o presidente e podemos ter novidades boas. O mais importante é que só vamos aceitar jogadores que estejam determinados a dar o melhor pelo Caçador Atlético Clube”, concluiu Denílson.

Corfio é patrocinadora

A boa notícia da semana em termos financeiros foi a parceria com a empresa Eletrocal, da marca Corfio, que vai estampar a camisa do Tricolor, assim como o Posto Madeira Shell, Vert Portas, Unimed, e outras.
imagem
“É um patrocinador importante que assinamos contrato essa semana. No entanto precisamos de mais apoio da iniciativa privada, poder público e do nosso torcedor. Ainda estamos distantes do ideal”, comenta Denílson, estimando um orçamento de R$ 450 mil para a disputa da 2ª Divisão.
“Primeiro objetivo é chegar entre os quatro”, diz Granitti
Com a data de estreia se aproximando e sem o tempo ideal para ter o time 100%, o técnico Granitti espera ir melhorando a equipe no decorrer do campeonato. A meta do experiente treinador é classificar o time para o quadrangular final.

“É um campeonato longo que exige inteligência da nossa parte. Cada jogo será uma decisão, mas temos que ter sabedoria para ficar entre os quatro. A partir daí é outro campeonato. E esse ano sobem dois para a 1ª Divisão, então vamos acreditar que podemos estar lá”, avaliou.
0751coletiva_2_g
Para conquistar os objetivos, Granitti aposta na união do grupo e na vontade dos jogadores. “No ano passado tínhamos um grupo aguerrido e unido, e isso nos deu a condição para vencer. Jogar uma 2ª Divisão pelo Caçador é uma vitrine e os atletas sabem disso”, finalizou.
O goleiro Charles, o zagueiro Maicon e o atacante Sadan chegam na próxima segunda-feira.

ARBITRAL DA FCF Conselho Técnico da Divisão Especial é encerrado por falta de quorum

Novo encontro está agendado para 28 de março; clubes tem prazo para se regularizar

A reunião do Conselho Técnico do Campeonato Catarinense da Divisão Especial de 2012, convocada pela Diretoria da Federação Catarinense de Futebol para a tarde desta terça-feira, foi dirigida pelo responsável Jurídico da FCF Dr. Rodrigo Capella com a participação presidência e procuradoria do TJD/SC a qual foi aberta e encerrada por falta de quorum. Os dez clubes que participariam da competição estavam presentes, porém, cumprindo a Portaria nº 011/2011 do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Santa Catarina, apenas quatro associações não possuíam dívidas com a entidade e puderam compor a mesa: Atlético Tubarão, Biguaçu, Guarani e XV de Outubro. Ficaram de fora Clube do Porto, Hercílio Luz de Tubarão, Caxias de Joinville, Imbituba, Concórdia, Juventus de Jaraguá de sul. Esses terão até o dia 26 de março para colocar suas contas em dia para poder participar da competição. Caso até esta data algum desses não tenha regularizado sua situação junto ao Tribunal, no dia seguinte (27) o vice-campeão da divisão de acesso no caso o Caçador Atlético Clube é convocado para integrar a mesma competição e assim sucessivamente com os demais clubes.

Após o encerramento da reunião, uma conversa informal entre os dez clubes presentes foi realizada. Foi levantada a possibilidade de que a competição se inicie em 3 de junho e siga até o dia 28 de outubro, seguindo a mesma fórmula de disputa de 2011. Esta data, porém, só poderá ser confirmada na reunião de 28 de março.

O Caçador Atlético Clube representado pelo seu Presidente que assistiu a reunião, ficou satisfeito, apesar de ter que aguardar mais um mês da possível vaga, mas desta forma acredita que a futebol catarinense esta caminhando para moralidade, já que alguns clubes da segunda e terceira divisão tem sido irresponsáveis com as suas obrigações, principalmente com os atletas, “essas dividas que alguns tem junto a FCF chega ser insignificante perante oque devem aos pobres atletas. Para participar deveria ser apresentado certidões negativas de tudo não só quitar os débitos na Federação, apesar que acredito que isso não deva demorar para acontecer”. Minha torcida é grande como a de todos os caçadorenses para estamos na segundona, mas vamos aguardar tudo a seu tempo, certo mesmo é que Caçador Atlético Clube esta religiosamente em dia com as suas obrigações, declarou Denílson Araújo.