Contagem regressiva para estréia em casa domingo dia 20

A partir desta semana a Caçadorense intensifica os treinos para campeonato catarinense 2017 série C

Profissional 

Com o projeto guerreiros da terra para o profissional deste ano, o técnico Donizete e sua comissão intensificam os treinamentos a partir desta semana, já que estamos a pouco mais de dez dias para estreia no estadual, onde o Tricolor do Contestado enfrenta um dos candidatos ao titulo da competição o “BEC” de Blumenau

Com algumas peças ainda a serem incorporadas ao elenco como um goleiro e um volante e que devem ter o anuncio ainda esta semana, o time esta praticamente montado para essa primeira fase da competição.

A possibilidade de um amistoso antes da estréia ainda é mantida pela comissão tecnica, mas deverá acontecer possivelmente no estadio Macieirão em Fraiburgo no inicio da semana que vem.

Uma competição não é mais importante que os projetos e a vida do Clube

Caçadorense

Saiba por que a Caçadorense saiu do Catarinense serie C

Deveria ser de todos os clubes pequenos, mas o grito que demos foi solitário, para dizer que não dá mais para fazer futebol desse jeito. A desistência da Caçadorense do estadual profissional da série C deste ano sem duvida pegou muita gente de surpresa, mas direção explicou os motivos dessa dura decisão, justificando que embora seja com tristeza que tomou essa atitude mas afirma ser a mais coerente e correta, pois quem administra uma instituição publica, tem o dever de redobrar suas responsabilidades.

caçadorense juvenil comemora a vitoria de 3 a 1

Para que todos entendam, as portas do clube continuam abertas e o trabalho com a base, que é a parte também social esta cada vez mais fortalecido, sendo que em breve a  Caçadorense deve dar inicio ao ciclo de jogos amistosos, onde o clube já tem praticamente acertado essa interação com outros clubes grandes de Santa Catarina e do Paraná devendo apenas confirmar as datas para esse eventos, bem como terceira edição da Copa regional Unimed  sub 13, 15 e 17,  para 2016 a realização da primeira Copa Contestado interestadual de base aqui em Caçador e a participação de dois campeonatos em Santa Catarina e um no Rio Grande do Sul de nível nacional.

IMG-20150726-WA0015

Com um elenco modesto, formado basicamente por juniores, em uma competição de pouquíssima visibilidade, que também visivelmente não chamou a atenção do torcedor e um orçamento limitado, foi então decidido desistir do campeonato profissional para manter e preservar as finanças em dia e dar continuidade ao planejamento do projeto, já que o campeonato profissional era parte dele e não o projeto em si.

Os recursos que a Caçadorense possui são de extrema importância, mas são limitados para todas as atividades. Com o campeonato profissional o clube garante que simplesmente estava transferindo o pouco possui vindo dos patrocinadores  e certamente isso não é o seu papel, pois era assim que ocorria onde 90% dos patrocínios arrecadados estava sendo para pagar taxas federativas e arbitragem, sendo que quem mais precisa de apoio financeiro é a Caçadorense afirma a direção.

O vice presidente Nelson Kuroki diz: “entendemos a importância da equipe profissional para o clube, porém com a ausência da equipe profissional o prejuízo será menor tanto financeiro como para o projeto que visa principalmente as categorias de base e com tudo devemos priorizar as ações e nada é mais importante do que a base, pois é um trabalho de educação e social que é realizado por nós”, Kuroki ainda pediu aos parceiros, sócios, colaboradores, atletas, patrocinadores e a cidade de Caçador que continuem apoiando e acreditando no projeto.

 “Seria de uma irresponsabilidade muito grande permanecer no campeonato acumulando prejuízos e comprometer o projeto que conta com aproximadamente70 crianças, aos quais  sempre colocaremos como prioridade, contribuindo para formação física e intelectual, desenvolvimento humano, estabelecendo conceitos de liderança, trabalho em equipe e disciplina, que são estimulados desde a infância, de maneira a tornar indivíduos mais solidários e com sentido de cooperação”, afirmou Denilson Araújo

O resultado do projeto até o momento está sendo positivo,  em campo onde as equipes sub 17 (formado apenas por jogadores da cidade) e o sub 20 chegaram as semi-finais do campeonato com pouquíssimo tempo de preparação. E a equipe que disputou o campeonato profissional foi composta por grande parte com jogadores das categorias de base deixaram a competição em terceiro lugar na classificação geral. O objetivo maior esta dia-dia sendo feito, que é formar bons cidadãos para a nossa sociedade.

Em agosto passado a Caçadorense recebeu R$ 10.848,00 com patrocínios, rendas de jogos e adesão de sócios e pagou de taxas R$ 9.192,74, sobrando apenas um saldo de R$ 1.655,26 para custear toda a alimentação para 30 pessoas, pagar R$ 4.100,00 de salários, despesas com viagens (transportes, refeições e lanches) e para manutenção da Associação. Foi baseado nesses números e para evitar maiores problemas financeiros que se pediu licença do campeonato.

No site soucacador.com.br e no https://www.facebook.com/soucacador estarão sendo postados o detalhamento do balancete da entidade.

imagem

Videira adota a Caçadorense para jogar a série B

Estádio Luiz Leoni será a casa do Tricolor, dia 31 já tem jogo

estadio_luisleoni-videira-sc

A direção da Caçadorense com o apoio da administração municipal de Videira estão ultimando os detalhes para que a equipe possa mandar os jogos do estadual no estádio Luiz Leoni da terra da Uva

Nesta quarta feira (23) foram concluídos os laudos pela equipe de técnica de planejamento da prefeitura, juntamente com o Engenheiro Renê da Silva da SC Clubes os quais deverão ser entregues ao ministério publico estadual e a comissão de vistorias da PM/SC, a qual já marcou a vistoria para esta sexta feira (25), com isso o Caçadorense deverá já na quinta feira dia 31 às 20h30min horas mandar o seu primeiro jogo no Luiz Leoni contra o Hercílio Luz. E assim o torcedor videirense volta ter uma competição de alto nível depois que o VEC se licenciou a mais de quatro anos do estadual, deixando seu representante os torcedores da mancha do vinho. Já o torcedor do Tricolor do Contestado enquanto não tem o seu estádio pronto ficaram muito mais próximos e prometem se unir com os Videirenses enchendo as arquibancadas do estádio vizinho.

Um dos lideres da torcida Brigada Tricolor João Schmitd disse: “Agora com os jogos em Videira, tenho certeza que estaremos presente em grande numero para apoiar nosso time e esperamos ser unir com os amigos de Videira nesse objetivo, já o Tricolor é um time que representa a força não só de Caçador, mas também da nossa região, enquanto não fica pronto o caldeirão (estádio de Caçador) vamos pra transformar a o Luiz Leoni numa caldera para os nossos adversários, conclui o chefe de torcida”

Apoio

Foto Bispo Diocesano Dom Frei Severino Clasen

Foto Bispo Diocesano Dom Frei Severino Clasen

O bispo Dom Frei Severino Clasen que tem sido um entusiasta do clube, como conselheiro tem apoiado e acompanhado a grande luta de fazer futebol no interior, disse acreditar em ações dessa natureza, especialmente nesse projeto que também busca através do esporte construir um sociedade melhor  para todos, “quero estar sempre que puder no estádio em Videira torcendo e vibrando com nossos jovens da Caçadorense”, disse o líder religioso

Agradecimento

Pres. Denilson Araújo

Pres. Denilson Araújo

Denilson Araújo Presidente do Clube, falou que espera que o público agora possa comparecer e apoiar a equipe nos jogos em Videira, apesar de iniciar a competição com derrota pelo placar mínimo no domingo passado em Chapecó e assim distante da sua torcida, agora diz ter certeza que o torcedor de toda a região irá comparecer e  ajudar a levar Caçadorense a primeira divisão do futebol de Santa Catarina, “ como qualquer outra área, temos que aumentar também a representatividade do nosso futebol no estado”, o dirigente agradeceu o efetivo o apoio do Prefeito Vilmar Carelli, dos Vereadores Videirenses,  da FMEV-Fundação de esportes, Secretaria de planejamento que abraçou a causa para deixar em condições o estádio municipal e ao prefeito Beto de Caçador que iniciou as tratativas da parceria, “acreditem, existe um sonho e lutamos dia-dia para realizá-lo, o Tricolor do Contestado em breve será uma vitoriosa expressão regional do nosso futebol” encerrou o dirigente

 

 

 

Arbitragem não comparece e jogos atrasam duas horas em Canoinhas

Juniores da Caçadorense vencem e assume a liderança do estadual

Base

A mudança de data no inicio da semana de sábado (19) para quinta (17) e falta de comunicação interna foi a justificativa da comissão de arbitragem da FCF, para que os trios escalados não comparecessem nos jogos da segunda rodada do returno serie B nesta quinta feira (17) em Canoinhas. E depois de duas horas de atraso acabou sendo designado um trio da liga local, com detalhe nenhum deles eram federados, mas que segundo por força do regulamento geral poderiam apitar as partidas e assim aconteceu.

Time juvenil da Caçadorense

Time juvenil da Caçadorense

Juvenil

O jogo que esta registrado para iniciar as 16h30min e que começou as 18h15min com amplo domínio da Caçadorense até 20 minutos quando em dois contra-ataque seguidos os donos da casa construíram o placar, no final ainda primeira etapa o atacante Dudu diminuiu. No segundo tempo o Biguaçú/Canoinhas se postou defensivamente e os tricolores não conseguiram furar o bloqueio, inclusive com pênalti claríssimo não marcado pela arbitragem que não tinha preparo físico e apita o jogo praticamente do meio campo e não marcou, interferindo diretamente no placar, sendo duramente contestado pelo técnico Josué, ficando assim o placar até o final. Os donos da casa agora com 15 pontos garantiram a classificação, já a Caçadorense depende unicamente de si para buscar a segunda vaga.

Juniores

Time de juniores da Caçadorense

Time de juniores da Caçadorense

Já o segundo jogo estaria marcado para iniciar as 18h00min mas começou as 20h15min. Com uma postura de quem quer mais, os juniores da Caçadorense entraram em campo dispostos a buscar os três pontos e se manter na liderança da competição e ela veio no único gol em jogada pelo lado direito que depois do rebote do goleiro, Ele Cesinha o qual já havia marcado no jogo contra o Concórdia o gol da vitória no domingo passado, aproveitou a oportunidade e deixou sua marca, decretando a vitória dos Tricolores do Contestado. Nesse jogo o despreparo da arbitragem local foi evidente do inicio ao fim, para tentar controlar a partida o dono do apito distribui cartões aos monte para o time visitante, que teve Cesinha expulso injustamente. A diretoria disse que vai protestar contra a postura da arbitragem local, já se quer os mesmo não eram se quer federados.

A Caçadorense volta a campo no dia 27 em Rio das Antas quando terá pela frente o Clube do Porto na penúltima rodada de classificação e se encerra no dia 02 de maio em Lages contra o Inter.

CAÇADORENSE X INTER DE LAGES o primeiro clássico do ano neste domingo

O primeiro Clássico do ano é domingo (30) em Rio das Antas

Fera do Vale X Leão Baio da Serra

A rivalidade sempre moveu os dois maiores e mais tradicionais Clubes da serra e do meio oeste catarinense e neste ano ambos estarão novamente em frente a frente para buscar chegar à primeira divisão do futebol de Santa Catarina

aaaaaaaaaaaaaaaaa

O Tricolor Caçadorense campeão da terceira em 2012 e com uma quinta colocação na segundona do ano passado planeja neste ano brigar de igual pra igual pelo titulo da série B do Catarinense de profissionais. Já o Colorado de Lages com uma nova diretoria em 2013 contou literalmente com a credibilidade e entusiasmo da sua grande torcida que ajudou, empurrando o time rumo a conquista a terceira  divisão, neste ano o Inter de Lages é considerado um dos favoritos a uma das duas vagas da segundona 2014

Rivalidade em campo

É histórico a rivalidade entre Caçador e Lages e no mundo do futebol oque se espera é seja sempre dentro das quatro linhas, tudo começa neste domingo (30) no campo da Sociedade Avai em Rio das Antas a partir das 14 horas com a garotada da base de ambas as equipes

aaaaaaaaaaaaaaxxxaaa

A Caçadorense vem de um empate dos juvenis que se mantém na segunda colocação do estadual com cinco pontos, atrás do Concórdia que lidera seis. A partir deste jogo o Josué capitão do profissional passar comandar a equipe como técnico e Délcio passa a ocupar supervisor da diretoria. O jogo esta marcado para as 14 horas com a arbitragem de Nelson Biffi Junior, auxiliado por alex lorenzet e Luis Carlos Dias de Oliveira

Já os juniores após duas vitórias seguidas, seis pontos na classificação quer se firmar na competição e encerrar o primeiro turno na zona de classificação. Para este jogo Adriano Kannaã não poderá contar com o zagueiro João Pedro que foi expulso na ultima quarta feira em Porto União. O clássico dos juniores acontece as 16 horas e terá no apito Clair Dapper, auxiliado por alex lorenzet e Luis Carlos Dias de Oliveira

O jogo é aberto ao publico e portanto um presente para comunidade rioantense que terá dois excelentes jogos, no local a diretoria promoverá a vendas das cartela do seu tradicional Bingão que acontece no próximo sábado (05) no salão do Berger em Caçador

O presidente da Caçadorense Denilson Araújo agradeceu o empenho da FME de Caçador através do Presidente Coelho, a Sociedade Avai através do Kone e Edson (Fio), aos Bombeiros e Policia Militar de Rio Das Antas e ao Prefeito Acir Bodanese que pessoalmente tem tratado do assunto e colaborado com a gente, conluiu Araújo

Bingo - 19-03-14

Caçadorense investe em base forte para 2014

“Vamos brigar pelo título estadual no Juvenil e no Junior”, diz dirigente

 

Com a Série B do Catarinense marcada para iniciar somente em agosto, a Caçadorense  foca os trabalhos nas equipes de base. E 2014 será o ano de maior investimento neste setor, de acordo com a diretoria do clube que nesta sexta-feira, 14, apresentou a comissão técnica que vai comandar os garotos na temporada.

 

Denilson Araújo, Gestor Jadson Ismael, Adriano Kanaã e Josué

Denilson Araújo, Gestor Jadson Ismael, Adriano Kanaã e Josué

Além do presidente Denílson Araújo, os trabalhos com a base passam por seis profissionais contratados: Jadson Ismael (gestor de futebol), Adriano Kanaã (técnico do Junior), Délcio Domingos (técnico do Juvenil), Josué (técnico do sub 15), além do preparador físico Anderson Costela e o preparador de goleiros Serjão.

 

Atualmente a Caçadorense trabalha com cerca de 80 atletas entre 13 e 20 anos. Destes, 47 fazem parte do Juniores e Juvenil. “Estamos montando um grupo forte e com esses jogadores vamos brigar pelo título Estadual nessas categorias”, disse o gestor de futebol Jadson Ismael, responsável por trazer ao clube jovens talentos. “Temos aqui atletas de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, um jogador da Rússia e também aqueles meninos aqui de Caçador e região”, revela.

Jogador Russo Sergey Kubika

 

O técnico da equipe Junior, Adriano Kanaã, que comando o futebol profissional do Porto, de Porto União, nos últimos cinco anos, também está confiante numa boa temporada da Caçadorense. A estreia no Estadual da Série B é dia 15 de março, em Concórdia.

 

“Nosso time tem qualidade para disputar o Catarinense de igual pra igual com os adversários. Já estamos treinando há 30 dias e agora entramos na reta final da preparação. Vamos trabalhar sério, unidos e focados para que possamos ter os resultados lá na frente”, disse Adriano.

 

Para o presidente Denílson Araújo, 2014 é o ano de maior investimento nas categorias de base da Caçadorense. “Estamos apostando nesse trabalho diferenciado com o objetivo de revelar jogadores. O Jadson e o Adriano têm contato com muitos empresários e atletas. E com nosso trabalho esperamos que lá na frente eles possam se destacar e render dividendos para o clube”, comenta.

 

Caçadorense ainda não sabe onde vai mandar os jogos

 

Com o Estádio Municipal fechado para reformas, a diretoria da Caçadorense ainda não sabe em qual campo vai mandar os jogos a partir de 22 de março, data da primeira partida em casa tanto no Junior quanto no Juvenil. As opções são o campo da Linha Cará ou o campo do Avaí, em Rio das Antas.

 

“Vamos ver o que a Federação Catarinense exige em relação aos locais dos jogos e tomar essa decisão o quanto antes”, explica o presidente Denílson Araújo. Os treinamentos das equipes de base estão ocorrendo no próprio Estádio, enquanto não acontece a troca do gramado, e na sede da empresa Fezer.

Trabalhos da Caçadorense começa na próxima semana

Empresário do Grupo Via Brasil assume a vice-presidência  

As atividades dentro e fora de campo deve iniciar na próxima semana para o Tricolor do Contestado, uma reunião nesta sexta (24) a tarde deve traçar os rumos inicialmente das atividades das categorias de base. O Clube deve firmar uma parceria com investidores que poderão assumir as categorias amadoras da Caçadorense. O objetivo é abrir espaço para que os atletas possam inicialmente ter mais oportunidade e ser revelados, bem como negociados com empresários e grandes clubes nacionais.

Já na direção da Caçadorense mudanças aconteceram neste final de ano, a principal dela foi a troca da vice presidência, quem assumiu o posto foi o jovem empresário Silvio Eichele proprietário da rede de lojas Via Brasil, assumindo o lugar do administrador Fabiano Battisti Archer que assume a diretoria de marketing do Clube. Silvio desde a fundação do CAC sempre foi um incentivador, além de torcedor fanático do time da sua cidade, sempre patrocinando todas as categorias de base e nos últimos anos também o profissional, agora Silvio passa a emprestar um pouco da sua experiência vencedora com empresário de visão brilhante à Caçadorense

Vice Pres. Silvio Eichele à esquerda junto com ex Atleta Jonathan

Vice Pres. Silvio Eichele à esquerda junto com ex Atleta Jonathan

 

Confira na integra a diretoria até 2015:

 Presidente: Denílson Araújo de Farias

Vice Presidente:  Silvio Davi Eichele

Diretor Financeiro: Ademar Gonçalves Morgenstern

Diretor Administrativo: Julio Francisco Kaercher

Diretor Jurídico: João Luiz A. Cobalchini

Diretor de Futebol: Ricardo Justo Schulz

Diretor de Patrimônio: Gilson Francisco Kollross

Diretor Médico: Rodrigo Dallagnoll

Diretor Social: Shirley Oliveira da Silva

Diretor Categorias de Base: Ivonei Luiz Bays

Diretor de Marketing: Fabiano Battisti Archer

Secretária Geral: Ana Paula Araújo

Presidente de Honra: Valdir Vital Cobalchini

Conselheiros

Presidente Dom Severino Clasen 

Gilberto de Paula Cruz

Getulio Gonçalves Cordeiro

Inoir Antonio Costa

Reno Luiz Caramori

Itacir João Fiorezi

“Peneira” SESC e Caçadorense realizam evento integrado

Domingo dia 15 de dezembro no Parque Central

O Caçador Atlético Clube, agora Caçadorense já inicia os trabalhos para o ano que já neste domingo (15) A partir das 16 horas no Parque Central José Rossi Adami, numa ação promovida pelo Sesc e desta vez em parceria com o Clube  realizará nesse dia, a segunda edição da Copinha SESC/CAC, este ano a inovação fica por conta de dois fatores, primeiro a forma de disputa realizada por duplas e também por se tratar de uma ferramenta para avaliação e captação de novos talentos pela Caçadorense

peneirao

Evento esta com as inscrições é gratuita e ainda permanece aberta, sendo limitado a 100 participantes o qual já possui mais de 50 inscritos, mas basta acessar o site soucacador.com.br /links.php e baixar a ficha de inscrição, a qual deve ser preenchida integralmente e assinada também pelos pais ou responsáveis e entregue no Sesc Caçador localizado no Berger

Cristiano Cezar Drager (Técnico de Atividades – Lazer): – Essa idéia da avaliação em duplas veio amadurecendo desde o mundial de 2010 em Trininad e Tobago, onde presenciei algo muito parecido, o objetivo é que fatores muitas vezes despercebidos em formas tradicionais de “peneiras”, possam ser avaliados de maneira mais consistente. Agregando isso aos objetivos do Sesc em possibilitar a prática de atividades saudáveis a todos, essa parceria tem tudo para dar certo

Caldeirão da Baixada promete ferver neste feriado

Caçador x Concórdia

A notícia que movimentou a cidade de Caçador nesta terça feira de que o Tricolor não poderia jogar em casa encerrou-se no inicio da mesma noite de e o Caçador Atlético Clube vai jogar diante da torcida na próxima quinta-feira, 30, às 16h. Uma reunião no início da noite desta terça-feira, 28, confirmou a realização do jogo contra o Concórdia, pela 2ª rodada do Campeonato Catarinense da Divisão Especial, no estádio Carlos Alberto da Costa Neves, que até então não havia sido liberado.

Na ocasião foi assinado um termo de ajustamento de conduta entre o Ministério Público, o clube e a Prefeitura de Caçador. O prazo é de 30 dias e assim o Tricolor do Contestado poderá contar com o apoio da torcida em todos os jogos do 1º turno. Neste período a Prefeitura se comprometeu em sanar as pendências que até então impediam a utilização do Estádio em jogos oficiais.

Participaram do encontro o promotor Júlio Fumo, da 3ª Promotoria de Caçador, o Major Julio Cesar Pozo da Fonseca do 15º Batalhão da PMSC, o presidente do Caçador, Denílson Araújo, o assessor jurídico do clube Ricardo Shultz e a procuradora da Prefeitura, Roselaine Périco.
Segundo Shultz, os laudos enviados pela Prefeitura estavam em desconformidade com a portaria 238 de 2010, do Ministério dos Esportes. Com isso, a Polícia Militar não havia dado aval para liberar o estádio, situação esta que resolvida provisoriamente por 30 dias.

Já o Presidente do Clube disse “isso só aconteceu graças à muito empenho e entendimento dos poderes constituídos e com o conhecimento da FCF, saímos da reunião temporariamente aliviados, mas já na próxima semana vamos dar ponto final e resolver os pequenos detalhes dos laudos que ficaram incompletos e enviar aos órgãos competentes, já temos também a confirmação do nosso Prefeito Beto que nos próximos dias serão feitos alguns ajustes e reparos na iluminação do municipal, visto que teremos jogos a noite no meio de semana. Mas agora é contar com o torcedor e o time nos dar de presente uma grande vitória para premiar esse esforço conjunto” concluiu Denilson Araújo.

Caçador x Concórdia
2ª Divisão do Catarinense
2ª rodada
Quinta-feira dia 30 – 16H
Ingresso R$ 20. Estudantes com carteirinha pagam meia
Estádio Municipal Carlos Alberto da Costa Neves

Arbitragem:
Arbitro Clodoaldo Jusviack
Auxiliar 1: Antonio Lourival da Luz
Auxiliar 2: Thomas Miller da Silva Marcos

Estadio Municipal de Caçador Dr Carlos Alberto da Costa Neves

Estadio Municipal de Caçador Dr Carlos Alberto da Costa Neves

Denilson e Fabiano passam a dirigir o Tricolor do Contestado

Os dirigentes assumem até 2013

O ex-presidente, Gonçalves Junior, não se afastará totalmente da equipe, passando a cuidar dos assuntos burocráticos do time. Os novos dirigentes do Tricolor do Contestado terão muito trabalho pela frente. As equipes do clube Caçadorense disputarão oito campeonatos no decorrer do ano, de nível estadual e interestadual, iniciando com os Joguinhos Abertos e o Catarinense Juvenil, em meados de agosto.

Entre os principais objetivos da nova gestão estão entre os pontos principais a fidelização dos patrocinadores, a conquista de novos parceiros e também a continuidade com o planejamento estratégico do clube, que receberá atenção redobrada. Mais ações sociais e educativas também devem ser realizadas, sempre focando a inclusão dos jovens no esporte.

Quanto às contratações, Denílson Araújo revelou que, devido aos pagamentos sempre em dia e obrigações cumpridas, mais de 10 técnicos já demonstraram interesse em treinar a equipe. O número de jogadores interessados em integrar a equipe, ainda de acordo com ele, passa dos 100 currículos.

“Temos dois grandes objetivos em mente ainda para este ano. Um dentro e outro fora das quatro linhas. Dentro de campo buscaremos com toda a força o título na Divisão de Acesso. Para fora do campo, nos incluiremos em mais ações sociais, além do nosso maior objetivo, que é ter uma sede própria já no início de 2012”, finalizou o novo presidente.

A divulgação e posse dos demais integrantes da diretoria acontece no dia 25 de junho numa comemoração do oitavo aniversario de fundação do clube.